Quem sonha não tem morada, porque os sonhos franqueiam-nos a entrada em todas as portas...E os meus sonhos levam-me a ti.... AMO-TE ROSÁRIO.

.posts recentes

. Sonhos traidos

. Amigo é ...

. O laço sublime

.arquivos

. Janeiro 2009

. Outubro 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007


Domingo, 28 de Outubro de 2007

Sonhos traidos

 

Deus ouve-nos sempre (ou quase sempre...), por mais que pensemos que não.

Ontem Ele deu-me a resposta que lhe tinha pedido. Não foi a resposta que eu desejava, mas foi a que é certa. Mostrou-me de forma subtil (como é característico Dele) mas clara que não vale a pena persistir numa batalha que já está perdida..

Há certas alturas em que o melhor é desistir antes do fim, de forma a não sairmos tão magoados, porque feridas de amor custam a sarar...

Nunca foi do meu feitio desistir antes do fim, do "não" final. Pode parecer masoquista, mas eu precisava de um "não" para puder encerrar o assunto, mesmo que esse "não" já me tivesse sido dito de outras formas, que não em palavras.

Hoje, depois de ontem, não penso assim ... não sei se porque desta vez tenho coisas (importantes) a perder ou se estou a modificar a minha estranha forma de ser...

Não sei... Só sei que desisti, pois não vale a pena continuar a construir castelos de areia à beira-mar. São sonhos perdidos, é tempo perdido. Desisti.

Foi mais uma porta que se fechou, porta essa pela qual entrei cheia de sonhos, mas já a saber (sim! Porque no fundo eu sabia.) que eram sonhos impossíveis.

Agora é só esperar pela janela que se abrirá...

Fecho os olhos e recordo o momento em que ela me disse que nunca a iria esquecer (ainda estou para saber porque é que ela me disse isto...), recordo também a mão dela a passar pelo meu cabelo ainda há pouco e a dizer-me que andava cansada e que por isso às vezes está com mau feitio. Recordo cada expressão, cada sorriso, cada olhar, cada gargalhada. Recordo a conversa que tivemos ao jantar. Recordo tudo como se estivesse a assistir a um filme do qual também faço parte, e ao assistir vejo que criei ilusões, vi amor (ou algo parecido) onde existe apenas amizade.

Amizade que não vou estragar, pois é demasiado importante para mim.

 

 

sinto-me: Nem sei como...

publicado por Eu às 00:11

link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 26 de Outubro de 2007

Amigo é ...

Amigo é quem te dá um pedacinho de chão,
quando é de terra firme que precisas,
ou um pedacinho do céu,
se é o sonho que te faz falta.

Amigo é mais que um ombro amigo,
é mão estendida, mente aberta, coração pulsante.

É aquele que entende o teu desejo de voar,  
de sumir devagar...

É o sol que seca as tuas lágrimas,

 é a polpa que adoça ainda mais o teu sorriso.

Amigo é aquele que te ouve ao telefone,
mesmo quando a ligação é caótica,
com o mesmo prazer e atenção que teria

 se estivesse a olhar nos teus olhos.

Amigo é quem fala e ouve com o olhar,

mesmo distante, em sintonia telepática.

É lua nova, é a estrela mais brilhante,
é luz que se renova a cada instante,
com múltiplas e inesperadas cores 
que cabem todas na tua íris.

Amigo é aquele que diz "eu te amo"

sem qualquer medo de má interpretação: 
amigo é quem te ama "e pronto".

É verdade e razão, sonho e sentimento.
Amigo é para sempre, mesmo que o para
sempre não exista...

 

sinto-me: bem!

publicado por Eu às 12:01

link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 10 de Outubro de 2007

O laço sublime

    

Meu Deus!!!
Como é engraçado!...
Nunca tinha reparado como é curioso um laço...
Um fita dando voltas que se enroscam...
Vira, revira, circula e pronto:
Está dado o laço.
Assim como um abraço: Coração com coração.
É assim que é o laço: Um abraço num presente...
No cabelo...
No vestido...
Em qualquer coisa que faço.
E quando puxo uma ponta,
O que é que acontece?
Vai escorregando... devagarinho...
Desmancha... desfaz o abraço.


Solta o presente, o cabelo...
E na fita que curioso,
Não faltou nenhum pedaço.
Ah! Então é assim o amor, a amizade.
Tudo o que é sentimento.
Como um pedaço de fita.
Enrosca, segura um pouquinho,
Mas pode desfazer-se a qualquer hora,
Deixando livre as duas pontas do laço.
Por isso é que se diz: Laço afectivo, laço de amizade...
E quando alguém briga, então diz-se: Romperam-se os laços...
Assim é o amor...
Não prende, não escraviza,
Não aperta, não sufoca.
Porque quando vira nó, já deixou de ser laço.

sinto-me: iluminada

publicado por Eu às 14:39

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.tags

. todas as tags

.favorito

. Queria...

. ouvir o olhar...

. Queria....

. Amo-te!!!

. Adoro-te!

. Amar(te)

. Como se faz durar um amor...

. Amo-te .... porque TE AMO

. am@-te Rosário

.links

.Fazer olhinhos

blogs SAPO

.subscrever feeds